quarta-feira, 1 de abril de 2020

Contra Coronavírus, Grife de Bombeiros Voluntários lança máscara reutilizável

Máscara da grife Heroyz estará disponível para venda em supermercados e e-commerce. 100% do lucro é destinado para o Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville
Com a dificuldade em adquirir máscaras descartáveis, a grife Heroyz lança nesta semana uma máscara reutilizável para ser utilizada com o fim de reduzir a propagação da COVID-19 (o novo Coronavírus).  Com modelo anatômico, a máscara é feita de malha com camada dupla e costura reforçada para aumentar sua durabilidade. Será possível encontrar o produto em supermercados, postos de gasolina e em e-commerces. Também é uma alternativa para as empresas de serviços essenciais distribuírem entre os seus colaboradores e clientes. O pacote com três máscaras tem o preço sugerido de R$20,00. Todo o lucro é destinado ao Bombeiros Voluntários do Brasil.
A Heroyz optou por desenvolver emergencialmente o produto tendo em vista a falta de artigos de proteção nas farmácias e a priorização do Ministério da Saúde em distribuir máscaras descartáveis para hospitais e outras unidades de saúde durante a pandemia. As máscaras são confeccionadas em malha de tecido leve, resistente e não causar incômodos em sua utilização. O design optou por não seguir a linha máscara branca que remete à doença.
A produção da máscara reutilizável está a cargo da Beetêxtil, confecção catarinense de pesquisa e desenvolvimento de vestuário para atletas de alta performance e que faz a linha conceito da Heroyz. “Desenvolvemos o projeto e a logística em tempo recorde. O mais importante disso é que estamos oferecendo com a HEROYZ um produto em falta no mercado a um preço justo e que ajuda as pessoas”, explica Jonas do Carmo, diretor da Beetêxtil.
Para viabilizar um preço acessível em um momento crítico como o atual, os tecidos utilizados na confecção das máscaras são oriundos de sobras de produção. Para apoiar a iniciativa da Heroyz, a empresa deslocou uma parte da sua equipe de costureiras e uma designer, que está trabalhando home office.
Eduardo Borba, especialista em negócios com propósito, cofundador e CEO da Heroyz, reforça que a máscara atende o princípio do tripé da sustentabilidade (social, ambiental e econômica) uma vez que busca o reaproveitamento de material têxtil, a ativação responsável da produção industrial para manter empregos de forma segura neste momento de paralisia econômica e a destinação do lucro para os bombeiros voluntários que não pararam de atender a população no meio da pandemia. “Não é uma máscara, é uma solução sustentável, um modelo no qual outras cidades e comunidades podem e devem replicar,” resume.
Os supermercados, empresas e e-commerce que tiverem interesse em disponibilizar o produto ao público pode entrar em contato através do e-mail sou@heroyz.com.br.

Kit com três máscaras de malha dupla será comercializado por R$20,00 e também pode ser distribuída aos colaboradores de empresas de serviços essenciais
Divulgação Beetêxtil / Heroyz

Principais dicas de uso da Heromask:
  • Higienizar a máscara a cada duas horas
  • Utilizar apenas água e sabão neutro na lavagem
  • Passar ferro quente a 60ºC quando estiver seca.
Informações técnicas:
Máscara de malha com camada dupla.
Malha exterior: Poliamida/Poliéster/Elastano
Malha interior: Poliamida/elastano
Modelo anatômico.
Costura reforçada.
Valor: Kit com três máscaras e manual – R$ 20,00. Para empresas consultar o valor dos lotes.

domingo, 29 de março de 2020

Odeio Me Sentir Sozinho’: Konai prepara lançamento para o próximo mês

Canção marca estreia do cantor após firmar contrato com a Sony Music Brasil
Foto divulgação

Acumulando mais de 220 milhões de plays nas plataformas digitais, Konai, que recentemente assinou contrato com a gravadora Sony Music, lançará seu novo trabalho no início da segunda quinzena de abril: ‘Odeio Me Sentir Sozinho’.

Com números expressivos, o músico de 18 anos, mais uma vez aposta na mescla de estilos para a criação de seu som. A letra, retratando cenários ‘comuns’ para os jovens, ganha vida com batidas independentes e misturas de ritmos unindo o melancólico ao agitado. 

“Em ‘Odeio me sentir sozinho’, eu quis falar sobre tudo o que a gente está disposto a fazer para estarmos ao lado de alguém. Seja atravessar um mundo de dificuldades ou apenas sermos sinceros com nossos sentimentos, sem mentiras, sem fingimentos, aceitando o amor que sentimos”, comenta Konai sobre a produção musical.

Com trechos como ‘O futuro é importante, mas somos o presente’, ‘Por dentro somos gigantes’ e ‘A vida é muito sobre o que a gente está disposto a dar de nós para outra pessoa’, Konai também promove reflexões sobre a atualidade.

O jovem ganhou destaque pela identidade única em suas canções, trazendo sonoridades do Rap, R&B e Hip Hop Americano. Além de compor, o artista também produz suas músicas.

terça-feira, 24 de março de 2020

Em época de quarentena Pianista Betth Ripolli realiza 'happy hour virtual' com músicas nacionais e internacionais

Em época de quarentena Pianista Betth Ripolli realiza 'happy hour virtual' com músicas nacionais e internacionais
Projeto chamado 'Musicare - Música que eleva, cura e transforma!' será transmitido todos os dias no Instagram da artista


Créditos: Divulgação

Pianista, escritora e palestrante, Betth Ripolli pensou em um jeito de levar alegria e cultura para as pessoas durante o período de quarentena, em um encontro que ela denominou como 'Musicare - Happy Hour Virtual'.
Betth apresenta os melhores clássicos da música popular numa nova roupagem e além de tocar, comenta sobre cada compositor e intérprete! "Música boa é cultura! Ela eleva, transforma e melhora a energia", comenta a pianista.
O encontro está marcado para todos os dias, às 18:30 da tarde, no próprio Instagram da artista '@betthripolli', em vídeos que serão transmitidos ao vivo!
Com uma trajetória reconhecida, que inclui 5 CDs, 2 livros e mais de 1.000 apresentações em shows no mundo corporativo, Betth partilha temas inesquecíveis com fãs e amigos. 

quinta-feira, 19 de março de 2020

Design Thinking, Crowdsourcing e Blended Learning

 Afinal, o que são esses conceitos que aparecem no universo da educação?

Foto divulgação

Com a tecnologia, novas metodologias de ensino começaram a aparecer dentro de escolas inovadoras
Ainda que aos poucos, o Brasil avançou bastante nas formas de ensino. À medida que diversas tecnologias surgem, novas metodologias passam a ser usadas e com elas, novos conceitos e termos – a maioria em inglês – povoam cada vez mais o universo educacional. Para ajudar aqueles que não estão familiarizados com essas terminologias, mas que gostariam de entender melhor seus conceitos, o diretor acadêmico da Luminova, rede de escolas voltada para os públicos das classes B e C, Luizinho Magalhães, preparou um glossário especial. Confira abaixo:  
Blended Learning: também conhecida como aprendizagem híbrida, concilia o uso de recursos on e off-line, mídias digitais e impressas que corroboram com as formas de aprendizagem do aluno.  
Flipped Classroom: a estratégia de aula invertida propõe uma preparação prévia do aluno para a aula, promovendo momentos de debates e provocações dialéticas para a produção de argumento a partir de dados ou fatos já apresentados.
Crowdsourcing: tem em si a proposta de produção coletiva e colaborativa, indo além de um trabalho em grupo. Os recursos utilizados possibilitam a integração e a colaboração dos alunos não apenas de forma presencial, como também à distância
Gamification: propor desafios aos alunos por meio de recursos tecnológicos para abordar conteúdos e estimular habilidades de convivência e colaboração.
Game Based Learning: uso jogos como objetos de aprendizagem. Exemplo: um jogo de corrida que será a base para o trabalho de velocidade média em física
Social Learning: o meio em que o aluno vive é considerado como recurso para a aprendizagem, ou seja, suas relações sociais são analisadas em pesquisas e atividades intra e extra sala
Adaptative Learning: por meio de recursos de inteligência artificial, faz uso de plataformas para a avaliação dos alunos, permitindo, assim, apontar quais os pontos falhos e que merecem atenção na perspectiva de desenvolvimento dos estudantes.
Problem Based Learning: o aluno apresenta uma pesquisa fundamentando seu argumento na resolução de algum problema apresentado, compartilha o resultado prévio para, em grupo, chegar-se a uma resposta.
Design Thinking: trata-se de processos que desencadeiam o pensamento criativo, permitindo organizar informações e ideias, tomar decisões, aprimorar situações e adquirir conhecimento.
Sobre Luminova
Com o objetivo de democratizar o acesso à educação de qualidade e promover o crescimento humano e ascensão social, a Luminova, rede de escolas do grupo SEB -Sistema Educacional Brasileiro- inaugurou no final de 2018 as primeiras unidades, em São Paulo e Sorocaba. Projetando expansão por meio de franquias e voltada para os públicos das classes B e C, que representam um contingente de cerca de 42 milhões de crianças e jovens em idade escolar, a Luminova achou um terreno fértil para investir, já que apenas 15% da rede privada atende tal fatia. A mensalidade low cost -de baixo custo-, é possível devido a alta eficiência na gestão escolar, que otimiza tempo, trabalho e estrutura física.