quarta-feira, 5 de julho de 2017

Lentes de contato podem ajudam a tratar problemas visuais, além de trazer conforto e praticidade

LENTES DE CONTATO PODEM AJUDAM A TRATAR PROBLEMAS VISUAIS, ALÉM DE TRAZER CONFORTO E PRATICIDADE
Indicadas para correção visual e para aliar o tratamento ao fator estético, o uso de lentes exige cuidado e manutenção
Muitas pessoas que usam óculos gostariam de poder trocá-los pelas lentes de contato. Apesar dos benefícios, as lentes de contato exigem cuidados. De acordo com o especialista da CEVIPA, Dr. Michel Rubin, as lentes são bem indicadas em situações em que o uso de óculos pode causar incômodo estético ou mesmo funcional. “Para prática esportiva e uso de maquiagem, por exemplo, as lentes oferecem vantagens em relação ao óculos. No caso de graus elevados, as lentes costumam ser mais grossas, pesadas e induzir a uma menor qualidade visual com deformidades na formação da imagem, o que também ocorre em casos de córneas irregulares, como em portadores de ceratocone, em que as lentes de contato podem proporcionar uma melhor qualidade visual”, afirma o especialista.

Problemas específicos
As lentes de contato podem ser usadas em casos de miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia. Na miopia, a imagem é focada antes da retina, isso produz baixa visão principalmente para longe. Acima dos 40 anos de idade, graus baixos de miopia podem deixar a visão boa para perto e ruim para longe sem uso correção (óculos ou lente de contato).
No caso da hipermetropia, a imagem é focada após a retina, isso resulta em “borramento” visual para perto e para longe.
Já no astigmatismo, a curvatura da córnea difere entre os meridianos vertical e horizontal. Isso resulta em distorção na imagem para longe e perto.
A presbiopia é a famosa vista cansada. “Após os 40 anos, o músculo que muda a curvatura da lente natural de nossos olhos para o foco de perto, começa a ficar relaxado. Esse processo é progressivo até por volta dos 55 anos, quando esse músculo fica paralisado, isso resulta em baixa visão progressiva para perto até sua estabilização”, diz Dr. Michel, que exemplifica: “É quando pessoas que nunca utilizaram óculos começam a esticar seus braços para ler letras pequenas para perto, até que sentem a necessidade de uso de óculos para leitura”.
Qual lente usar?
Existem tipos de lentes indicadas para cada um dos problemas existentes. O mercado oferece uma infinidade de opções que devem ser escolhidas de acordo com o tratamento.
Dr. Michel Rubin esclarece que as lentes gelatinosas e esféricas são recomendadas para quem possui miopia, hipermetropia e presbiopia (monovisão). Já as lentes tóricas são indicadas para quem possui astigmatismo. Para presbiopia as lentes multifocais são recomendadas. Já as lentes rígidas gás permeável, respondem melhor para tratamentos de ceratocone e altos graus de astigmatismos.
Para quem possui ceratocone em grau avançado, as lentes esclerais muitas vezes são excelente alternativa que pode inclusive evitar a necessidade de um transplante de córnea.
Quanto à durabilidade, existem lentes de descarte diário, extremamente confortáveis com duração de 24 horas cada unidade, lentes descartáveis com duração média de 30 a 45 dias e lentes de uso anual.
O especialista da CEVIPA esclarece que uma conversa com o médico oftalmologista é que deve definir qual a melhor opção. “Quanto à durabilidade o grau apresentado e a frequência de uso pretendida irão auxiliar na indicação. Dentre diversos diferenciais, a oxigenação que sua córnea terá com o uso de cada tipo de lente de contato é um importante fator a ser considerado. Lentes pouco permeáveis podem trazer irritação e desconforto ocular, principalmente no final do dia, após horas de uso, sendo esta irritação uma espécie de aviso do próprio corpo sobre a hipóxia (falta de oxigenação) que esta havendo em sua córnea”, o especialista alerta também que a médio e longo prazo, o uso crônico, especialmente de lentes pouco permeáveis ao oxigênio, pode ocasionar neovascularização da córnea, ou seja, crescimento de vasos sanguíneos em uma área da córnea onde não deveria haver.
Cuidados
Embora usar lentes seja muito seguro, é importante que alguns cuidados sejam tomados em relação ao uso. “Quando os cuidados não são adequados, a lente pode causar desde simples ceratites, machucados na córnea que costumam cicatrizar espontaneamente em até 24 horas, até graves úlceras de córnea”, afirma Dr. Rubin.
Confira algumas dicas do especialista:
Use lentes de boa qualidade: Lentes com alta permeabilidade ao oxigênio podem lhe propiciar mais conforto e mais segurança ao uso.
Respeite a duração de suas lentes: Como qualquer outro produto, se utilizado além do período recomendado, pode haver complicações. No caso das lentes de contato gelatinosas descartáveis, cada unidade, após aberta, tem duração de até 45 dias, devendo ser descartada após esse período. Já lentes gelatinosas de uso anual, como o próprio nome diz, duram um ano.
Não durma com suas lentes de contato: A noite, com os olhos fechados, há uma natural diminuição na oxigenação da córnea. As lentes de contato seriam mais uma barreira, impedindo uma oxigenação adequada. Diversos estudos comprovaram que usuários que dormem com suas lentes de contato, apresentam potenciais complicações, como a úlcera de córnea, que pode inclusive deixar sequelas visuais definitivas, com uma frequência muito maior do que os usuários que retiram as lentes para dormir.
Seja rigoroso com a higienização: Utilize apenas as opções de líquidos indicadas por seu médico oftalmologista para a limpeza e conservação de suas lentes de contato. A regra é não improvisar, jamais utilize soro fisiológico ou água da torneira. A solução própria é adequada para evitar avarias e mesmo contaminação de suas lentes.
CEVIPA fica Av. Vicente Machado, 467, 4º Andar, Centro. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 41 3029.0099 e 41 3019.0619, pelo site www.cevipa.com.brou por meio da página da clínica no Facebook https://www.facebook.com/CevipaOftalmologia

Fonte e Texto
Descomplica Ag Mídias

Nenhum comentário

Postar um comentário

Copyright © 2015 - clickjoribeiro.com.br

Todos os direitos reservados

Design e código: Sanyt Design | Imagem logo: Deposit Photos