segunda-feira, 9 de março de 2020

Paribar inclui peixada como opção no almoço de sábado além da feijoada

Paribar inclui peixada como opção no almoço de sábado além da feijoada e DJ Adriana Arakake embala a tarde com jazz e música brasileira
Prato assinado pelo chef Luiz Campiglia tem defumação feita no próprio restaurante e iguarias produzidas com carne de arraia
A fim de ampliar seu cardápio e proporcionar novas experiências gastronômicas aos seus clientes, o Paribar agora conta com uma novidade, a peixada. Prevista para ser lançada no próximo final de semana (14), ela vem com o propósito de preencher o sábado do restaurante junto da famosa feijoada, a qual conta com uma boa avaliação por parte dos clientes.
O prato conta com o peixe marinando em um caldo por um período de 24 horas, possibilitando uma boa fixação do sabor na carne. De acompanhamentos temos o pirão, feito com caldo de cabeça de peixe defumada no próprio restaurante, arroz, farofa de dendê, batatas com tomate refogadas no caldo do peixe e pastel de arraia, um petisco exótico e bastante saboroso. Os pratos possuem duas versões, a pequena (R$ 42,10), que serve uma pessoa, e a grande (R$ 65,10), que serve até duas.

Luiz Campiglia, chef do Paribar e idealizador do prato, declara que a ideia é, sobretudo, uma forma de suprir diferentes vontades da clientela quando a feijoada aos sábados não é a escolha principal. “Variar o cardápio deixa as opções muito mais amplas para um almoço completo, e feijoada todo sábado pode não agradar a todos. Como o peixe é uma coisa mais sutil, cai bem com a necessidade do cliente de almoçar um prato mais leve e depois aproveitar o dia sem nenhum problema”.
Como o Paribar é conhecido por suas festas icônicas, dessa vez não poderia ser diferente. A DJ Adriana Arakake discoteca os grandes sucessos do jazz e da música brasileira, trazendo um ambiente agradável e descontraído para quem frequentar o Paribar aos sábados. Sua apresentação acontece das 13h às 16h.
Tirar numa sexta-feira aquela folga pendente do trabalho
Sobre o Paribar
O Paribar é uma casa que faz parte da história do centro de São Paulo, um bar e restaurante que nasceu em 1949. Seu nome vem da junção das iniciais das palavras “pastifício”, “ristorante” e “bar”, que já demonstram sua vocação. Uma diversidade que, ainda em sua versão atual sob o comando do chef Luiz Campiglia, vai além do cardápio. Sua efervescência cultural e seu público é parte fundamental do charme do lugar por onde passam, há décadas, intelectuais, políticos, jornalistas, poetas, artistas e boêmios em geral.
Nas décadas de 50, 60 e 70 podiam ser vistos em suas mesas nomes como Caetano Veloso, Chico Buarque, Roberto Carlos, Marcos Rey, Sérgio Milliet, e até mesmo Che Guevara em sua passagem pelo Brasil, em 1961, além de Mick Jagger e Keith Richards, entre 1978 e 79.
Quando assumiu o endereço, Luiz Campiglia ainda não conhecia sua importância histórica e, no local, inaugurou, em 2005, o restaurante Santa Fé. Contudo, antigos e saudosistas frequentadores começaram a frequentar sua casa e contar sua história. O chef, que já possuía uma relação de amor com a cidade e a região central, decide então que precisava prestar essa homenagem e, em 2010, nasce o Paribar, buscando referências clássicas em vários detalhes fieis ao original, desde o menu até a decoração, como o toldo verde e branco, o balcão iluminado, as cadeiras de vime e a  fachada de mármore italiano. 

Serviço
Paribar & DJ Adriana Arakake 
Peixada: todos os sábados.
Horário: das 12h à 00h
Discotecagem com a DJ Adriana Arakake: todos os sábados das 13h às 16h.
Endereço: Praça Dom José Gaspar, 42 - Centro - São Paulo - SP
Telefone: 11 3159-0219
Horários de funcionamento: Seg: 11h as 22h | Ter a Sab: 11h as 00h | Dom: 11h as 17h.
Instagram: @restparibar
Facebook: /ParibarGastronomiaBoemia

Nenhum comentário

Postar um comentário